quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Como chegar ao show?

Diferente dos outros, este post será divido por problemas. Sim, problemas!!
E será grandinho.... rsrs... não reclamem, pois foram muitas emoções!!

A decisão:
Hoje as meninas decidiram que iam aos museus, e eu, após conversar com a Júlia, decidi que ia para o show do 30 Seconds to Mars.

Passei rapidamente na residência para deixar minhas coisas, afinal, não ia para o show com bolsa, guia e demais trecos...

Fui para o metrô com destino a King's Cross (St Pancras) - isto era a única coisa que sabia sobre como chegar em Lincoln.

Primeiro problema: Como Chegar em Lincoln??
Desci na estação de King's Cross e me encaminhei para a estação de trem - até então nada complicado.
Uma filinha básica e cheguei a cashier (caixa/balcão) para comprar o bilhete.
- A ticket to Lincoln, please.
- One or two way?
- What time is the last train to London?
- 8.28 p.m
- One way

Como eu ia comprar a volta se não fazia idéia de que horas ia terminar o show?!?!

A menina que me atendeu fui super simpática. Ela me explicou que estava no peak-time (hora do rush) e com isso o ticket seria mais caro. Além disso, ela emitiu o ticket com apenas uma conexão para que fosse mais fácil.

"Corri" até a plataforma, e entrei no trem - bem que poderia ter um destes no Brasil.

O tempo total de viagem era de 1h46 - com a conexão em Petersborough.

Chegando tal da estação de Petersborough, não sabia se eu tinha que trocar de trem, ou o que eu estava ia para Lincoln.

Segundo problema: E agora? Como troco de trem?

É claro que tinha que trocar!! Burra!!

Bateu um desespero, pois não consegui descer do trem e o desespero aumentou quando perguntei a uma senhora e ela me disse que o trem estava indo para Manchester.

Hora do Desespero parte 3: cadê meu cartão do metrô e o ticket do trem??????????
Voltei por todos os lugares que havia passado, até chegar aonde estava sentada. Adivinhem? O meu cartão estava no assento. Ufa!!

Questionei a menina que estava ao meu lado e ela não fazia idéia de onde ficava Lincoln. 
Foi aí que o cara da poltrona ao lado me avisou que teria que descer em Newark.

Blz!! Não é possível que ia errar de novo!?!?

Desci em Newark e perguntei como fazia para pegar o outro trem e o segurança da estação me mostrou para qual plataforma deveria ir.

Foram longos 50min de espera - pelo menos tinha uma waiting room, bem quentinha, pois estava chovendo e o frio estava muito pior.

Palmas para quem acertou que algo poderia dar errado.. rsrs.. Foi por pouco!!  Quase perdi o trem! kkkkkk

Cheguei na Estação Central de Lincoln às 18h30, com um frio horroroso e chuva fina.

Perguntei na estação como fazia para chegar até a universidade e o carinha me explicou dizendo no final que seria uma longa caminhada.

PN*
Uma simples reta e lá estava a Lincoln University.

Fiquei na fila no sereno com frio (depois começou a chuviscar), meus pés quase congelando, por 1h.

Os portões foram abertos no horário marcado - Salvem a pontualidade britânica!!!

Quando entrei, estava rolando uma música com DJ num lugar super pequeno para um show. Ao olhar pra cima, fiquei muito feliz de não ter comprado balcão - pois era mega apertado e todos ficaram bem longe do palco.

Às 19h15 a banda subiu ao palco e o Engine Shed ficou ainda menor com o alvoroço da galera.

Eu fiquei perto do palco, mas não perto o suficiente para o Jared me ver disfarçada.


O show foi maravilho, apenas alguns segundos entres as músicas, nada demorado.

Próximo ao final, o show foi totalmente acústico; só Jared Leto e seu violão. "The Kill" ficou ainda mais bonita tocada desta maneira.

Quando ele começou a tocar "Closer to the edge" foi o ápice do show - para mim, esta é a música mais bonita da banda.




Pelo vídeo dá para perceber a animação de todos.

Parte da música foi acústica e na outra metade a banda voltou e ficou melhor ainda.

Para fechar, Jared convidou várias pessoas para subir ao palco e cantar junto com a banda "Kings and Queens"




O show terminou por volta das 21h, ainda tinha esperança de terem alterado os horários dos trens e segui rumo a estação.

A cidade completamente vazia a não ser pelas pessoas que estavam saindo show.

Parei no sinal para atravesar (isto é a segunda coisa mais difícil por aqui) e foi quando uma BMW prata com vários caras dentro parou rapidademente no sinal e eles gritaram para mim: "Come on!! Come with us!!"

MEDO!!!!

Andei rapidamente para a estação e para minha infelicidade, o último trem já havia partido. O próximo só às 5.34 a.m.

Terceiro problema: Aonde ficar?

Um dos seguranças me explicou como chegar a um bed and breakfast, vulgo albergue. E se alguém ainda tem dúvidas é claro que eu me perderia! Isto é um fato na minha vida!

Segui parte do caminho indicado e por ele me deparei com várias pessoas (homens e mulheres) se oferecendo para uma festinha.

Apesar de cidade do interior, o que mais vi em Lincoln foi night club.

Decidida a não perambular pela cidade desconhecida, decidi voltar para a estação. Passar 7h de frio em uma estação de trem vazia parecia uma boa idéia, ou não!! rs

Lá pelas 22h30, apareceu uma mulher querendo ir para Manchester.

Sim, ela estava no mesmo barco que eu: foi para o show e perdeu o último trem.

O mesmo segurança que meu deu a dica do B&B, explicou para ela como chegar lá. Aproveitei a oportunidade e fui com ela.

Chegando ao local, o rapaz nos informou que lá não era mais B&B, agora era somente um pub. Muito gentilmente, ele nos explicou como chegar ao outro B&B e ao Hotel Holiday Inn.

Após uma boa caminhada, achamos o tal do albergue, que para nossa sorte (eu acho!) tinha UM quarto triplo disponível..

Que jeito, tinha dividir o quarto com uma estranha que fala inglês "carregado" (difícil de entender) e rezar para nada de ruim acontecer.

Tirei alguns cochilos leves até às 5h.

Pela manhã, voltei com a minha mais nova "amiga" para a estação, afim de comprar minha passagem de volta para Londres.

Mais longos 30min de espera até o trem chegar. Daí eu tinha duas opções: pegar um trem até newark e fazer a conexão, ou pegar o que sairia 8min depois, mas ia direto para St Pancras.

Preciso dizer que escolhi o mais demorado - três horas de viagem -, mas o que seria direto!?!?!?  rsrsrs

Ia perder a aula, mas fazer o que?

Cheguei em Londres às 10h10. Como já estava atrasada mesmo, decidi ir para casa tomar um banho, comer alguma coisa (tinha mais de 24h que não comia nada) e depois ia para a aula.

Aula de gramática perdida - justamente no dia do exame - fiquei fazendo hora para a aula de conversação.

Resumo da ópera:

Viagem de ida e volta; 137p
Bed & Breakfast: 25p
Ver o melhor show da sua vida; NÃO TEM PREÇO!!!

Trip Advisor

  1. Fortaleza, Brazil